“Uma noite em 67”: o sucesso do MPB na década de 1960

Dirigido por Renato Terra e Ricardo Calil, o documentário brasileiro “Uma noite em 67” traz a história e as lembranças do Festival de Música Popular Brasileira que aconteceu no ano de 1967.

Com falas de artistas renomados, o longa-metragem trata de diversos temas da cultura e da sociedade da época.

 Poster

Sinopse: Uma Noite em 67

O documentário, lançado em 2010, fala sobre a noite de 21 de outubro de 1967, quando aconteceu a final III Festival da Música Popular Brasileira, transmitido pela TV Record.

O Festival de Música Popular Brasileira foi uma série de eventos de música que eram transmitidos na TV por algumas emissoras brasileiras, como TV Excelsior, TV Record, TV Rio e Rede Globo.

Os festivais ajudaram a consolidar grandes nomes do MPB, como Gilberto Gil, Geraldo Vandré, Jair Rodrigues e Elis Regina.

A noite comentada no documentário era a etapa final do III Festival de MPB, em que seriam escolhidas as músicas vencedoras.

Na ocasião, 12 canções haviam sido selecionadas para disputarem essa final.

A noite se tornou um marco para a Música Popular Brasileira com a apresentação de músicas que conhecemos até hoje por sua importância para a cultura musical brasileira.

Músicas que se tornaram símbolos da sociedade da época foram apresentadas nessa noite, assim como artistas até então não tão conhecidos se tornaram “heróis nacionais”.

Assim, o dia 21 de outubro de 1967 consolidou um estilo musical no Brasil e abriu espaço para músicas com temáticas políticas e sociais, que refletiam a sociedade da época, que vivia sob um governo militar.

Doc

O documentário “Uma noite em 67” busca mostrar ao público exatamente a importância dessa noite para a cultura brasileira, principalmente para o MPB.

Assim, o trabalho contextualiza principalmente a sociedade brasileira da década de 1960, falando sobre o governo ditatorial presente na época e como esse momento incentivou os artistas da época.

Assim, “Uma noite em 67” mostra o papel da música na época como instrumento de reinvindicação e de protesto.

O documentário foi feito a partir de imagens de arquivo das emissoras que transmitiam o festival, mostrando as apresentações.

AJB/RIO - 09/03/2010 CAETANO VELOSO - FESTIVAL DA MÚSICA 1967 FOTO PRODUZIDA EM 21/10/67 FOTO: WILSON SANTOS/CPDOC JB

Além disso, traz também depoimentos de artistas que estavam presentes naquela noite e naquele cenário cultural, enriquecendo o debate e a história.

Os grandes vencedores da noite foram Edu Lobo (“Ponteio”), Gilberto Gil e os Mutantes (“Domingo no Parque”) e Chico Buarque (“Roda Viva”).

Artistas que participaram do Uma Noite em 67

Alguns dos artistas que falaram sobre o festival em “Uma noite em 67” foram Chico Buarque, Caetano Veloso, Roberto Carlos, Gilberto Gil, Edu Lobo e Sérgio Ricardo.

A maioria deles ganhou destaque no cenário musical justamente depois do III Festival de Música Popular Brasileira, quando suas letras fizeram sucesso em todo o Brasil.

Importante dizer também que a maioria deles, assim como os outros artistas que também participaram, passaram a ser perseguidos ou pressionados pelo governo militar por causa de suas músicas de teor político contra o governo.

Muitos sofreram exílio político na década de 1960, como Caetano Veloso e Gilberto Gil.

Depoimento

Também por conta das músicas de protesto, os festivais organizados já estavam sendo observados de perto e sofrendo censura desde sua primeira edição.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *